Home / Noticias 2008 / 08-172

 

Do interior paulista ao Sul do País
Destinos brasileiros com campings e belas paisagens conquistam a preferência dos aficionados


- Ubatuba é unanimidade. Bem como Gramado e Canela - highlights da Serra Gaúcha - e a paixão nacional Florianópolis. Os viajantes das casas portáteis, afinal, têm gosto parecido com o dos turistas convencionais quando se trata de eleger os melhores destinos do Brasil. A única grande diferença é que quem troca o avião pelo motorhome tem tanto interesse no percurso quanto na chegada.

E os melhores caminhos do amplo território nacional estão na Região Sul e no interior do Estado de São Paulo (o asfalto em boas condições nas estradas paulistas ameniza o preço elevado dos pedágios). Assim, fica fácil compreender por que a lista dos viajantes de motorhomes inclui localidades não tão famosas como Itu, a 101 quilômetros da capital.

A catarinense Urubici é outra que sempre está no rol das cidades preferidas dos estradeiros. Com boas estradas de acesso e campings bacaninhas, as cidades viram opções imbatíveis. E ainda contam com natureza generosa e uma ou outra atração turística.

Mas nem a falta de estrutura deixa de fora da lista desses estradeiros tantas outras opções pelo País - há até quem vá para o Nordeste. Os mais experientes criam uma verdadeira rede de informações e, por meio dela, trocam dicas, com o objetivo de facilitar expedições por estradas sem boas credenciais, mas capazes de levar a lugares incríveis como Marataízes, no litoral do Espírito Santo. O presidente da Abracamping, Luiz Antônio Pinto Matheus, de 59 anos, acaba de voltar de uma viagem a Brasília, feita num camper. Marcos Pivari, de 29, adepto do campismo desde criança, recomenda uma ida a São Lourenço, em Minas.

Não depender de hotel ou pousada dá um tipo de liberdade que os viajantes não trocam por nada. Na falta de um camping adequado, postos de gasolina servem como ponto de parada. Nas estradas paulistas, as redes Graal e Frango Assado são bastante procuradas para pernoites. Apenas lembre de escolher os estabelecimentos mais freqüentados por caminhoneiros, acostumados a dormir em lugares assim. O movimento aumenta a segurança e a chance de encontrar algum suporte, como uma torneira para reabastecer o reservatório de água limpa do motorhome. Não achou nem isso? Sem problemas: entre na cidade mais próxima e peça abrigo ao proprietário de um estacionamento particular comum. É só combinar o preço e, se for o caso, pedir para usar a rede de energia elétrica.

COMO SE DEVE

As soluções alternativas funcionam bem quando o viajante não encontrou lugar mais adequado para se instalar. Mas o melhor, sem dúvida, é estacionar a sua casa portátil em um camping com infra-estrutura para recebê-la. Até porque, nesses locais, você terá "vizinhos", prováveis boas fontes de dicas preciosas de estradas e destinos.

Embora em quantidade muito menor do que nos países onde trailers e motorhomes fazem parte da cultura, o Brasil conta, sim, com campings de boa qualidade. É o caso do Camping do Siri, em Marataízes, no Espírito Santo. De frente para a praia, comporta até 20 veículos de recreação em uma área própria para eles, com direito a um ponto de energia elétrica na vaga.

O local é uma verdadeira colônia de férias. No verão, há programação cultural, bar na praia e shows musicais. Até salão de beleza, com cabeleireiro e manicure, é instalado no local durante a temporada. A diária custa R$ 22 por pessoa, mais R$ 22 pelo carro.

Outro exemplo é o Camping Recanto dos Carvalhos, na mineira São Lourenço, uma estância hidromineral no sul do Estado. A área de acampamento tem piscina, sauna e playground, que funcionam no verão. Diária a R$ 15 por pessoa, mais o mesmo valor pelo veículo.

Em Gramado, o camping que leva o nome da cidade conta até com os trailers conhecidos como "rodas quadradas", que contrariam a finalidade para a qual foram criados e estacionam definitivamente em um ponto. Há vagas para até 30 motorhomes e trailers visitantes. O gramado é cortado por caminhos de pedriscos bem conservados e há campo de futebol, playground e lago. Diárias custam R$ 14 por pessoa, mais o valor da energia elétrica consumida, a combinar.

Camping Gramado: (0--54) 3286-2615

Camping Recanto dos Carvalhos: (0--35) 3332-7900; www.recantodoscarvalhos.com.br

Camping do Siri: (0--27) 3325-2202; www.campingdosiri.com.br

Guias de campings: www.macamp.com.br e www.campingclube.com.br


Fonte: http://www.estadao.com.br/suplementos/not_sup255213,0.htm